terça-feira, 8 de outubro de 2019

Resenha: It - A Coisa | Stephen King

Oi Oi Lunatic's! Tudo bem por aqui? Que saudade de vocês, mais um mês começando e agora entramos no trimestre final do ano de 2019, e para começarmos bem nada melhor do que uma boa resenha, certo? Para o mês do Halloween vamos ter uma programação super especial, onde irei trazer resenhas de livros de terror e fantasia e indicações de séries e filmes com a temática, além de resenhas de filmes também. Sem mais conversa, vamos de resenha, e obvio que ninguém mais apropriado para começar esse mês maravilhoso do que It - A Coisa de Stephen King.

* INFORMAÇÕES *


Título: It - A Coisa
Autor: Stephen King
Editora: Suma
Literatura: Terror | Literatura Estrangeira
Páginas: 1.103
Lido Em: Setembro de 2019.
Onde Comprar: Amazon
Skoob
Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.


- Trama e Narrativa:
Toda a história se desenvolve tendo a cidadezinha fictícia de Derry, como o centro de tudo e onde tudo acontece. A cada 27 anos aumenta consideravelmente o número de mortes e desaparecimentos nesta pacata cidade e em 1957 começa um novo ciclo com a morte do irmão mais novo (George) de um dos nossos personagens principais. Para o irmão de George a morte do menino não foi um acidente, alguma coisa provocou, e na busca de respostas juntamente com um grupo de amigos descobrem que a cidade tem mais coisas inexplicáveis do que eles poderiam supor.
A escrita do Stephen King neste livro se mostra muito mais detalhada do que de todos os outros livros que li até hoje, narrado em terceira pessoa, mistura o passado (1958) com o presente (1985) de forma não linear e só temos acesso ao passado a medida que os personagens principais vão lembrando do que viveram no ano de 58. 

- Personagens:
It - A Coisa gira em torno de um grupo de sete amigos (Ben, Beverly, Mike, Bill, Richie, Eddie e Stan) que se autointitularam de Losers ou O grupo dos otários, pois compartilham de algum fator que contribui para a sua descriminação no meio social: Bill é gago, Mike é negro, Stan é judeu, Beverly além de ser mulher tem um pai violento, Eddie tem uma mãe hipocondríaca e super protetora, Ben é gordo e Richie usa óculos e não pensa nas coisas que fala, e além desse detalhe da exclusão social suas experiencias pessoais e individuais com a coisa foi a cereja do bolo para uni-los.
A medida que os otários vão desvendando os mistérios de Derry, conhecemos ainda mais A Coisa, ou como a mesma se intitula Palhaço Pennywise, e ficamos sabendo o que ela é, como surgiu e qual a sua verdadeira ligação e influência em Derry.
Além do grupo e de Pennywise, somos apresentados também a um grupo de valentões, que aparentemente a unica função que tinham em toda a sua vida em Derry era importunar os sete amigos, deixando claro as ações de bullying e perseguição, com os meninos em especial.
"Talvez no final, quando as máscaras de horror fossem deixadas de lado, não houvesse nada com que a mente humana não pudesse lidar."
- Design:
Apesar de ter lido o livro em ebook, acho importante citar que ele é dividido em Partes e cada parte contém uma quantidade diferentes de capítulos, que por sua vez, são subdivididos em mini capítulos ou tópicos.

- Finalizando:
Antes de qualquer outra opinião preciso dizer que It - A Coisa é bem além de um livro de terror, mas um livro sobre amizade.
"Eles não eram amigos ruins. Talvez, pensou ele, não existam coisas como amigos bons e ruins. Talvez existam só amigos, pessoas que ficam ao seu lado quando você se machuca e que ajudam você a não se sentir muito sozinho."
É um calhamaço que cumpre bem a sua função de prender o leitor da primeira até a última página, pois é agradável acompanhar o surgimento e o fortalecimento da amizade entre os personagens. Mas apesar da amizade ser o foco, King cumpre bem o papel do Terror psicológico ao tornar as coisas menos improváveis como o sinal do horror que está prestes a acontecer, pois usa de recursos visuais e sensoriais ao apresentar o simbolo do Pennywise, um balão, e o cheiro característico que surge, sempre antecipando a sua aparição.
O inicio da leitura foi bem confusa, são muitos personagens apresentados antes de chegarmos de fato a história principal, mas depois dessa primeira impressão em que entendemos o que realmente o escritor deseja com aquilo, a leitura flui. Apesar da história ser extremamente interessante teve momentos em que a descrição minimalista do King me incomodou muito, é uma descrição necessária para criar a profundidade do personagem e o vinculo dele com o leitor, mas tem momentos que esse recurso torna a leitura arrastada.
Outras duas coisas que me incomodaram nessas 1100 páginas foi:
1. A forma como Beverly é tratada pelo pai na infância, e como esse tratamento abusivo e doentio persiste ainda na vida adulta através do marido dela que, assim como o pai, era um homem opressivo, controlador e que a tratava como um objeto no qual ele tem posse.
2. Uma das cenas finais do livro em que o grupo de amigos, ainda na infância, precisa fazer sexo. Não consegui engolir a justificativa do King de que o ato seria, naquele momento, a unica forma de criar um vinculo entre eles.
Tirando esses detalhes, o livro ainda é sem dúvidas, uma obra incrível, onde podemos entender o quanto Stephen King é mestre no que faz e mesmo com os pontos negativos é merecedor de cinco estrelas, não somente por ser excelência dentro do gênero proposto, mas muito mais pelas sensações que me causou, pois é impossível começar a leitura desse livro e não torcer pelos otários e nem criar vinculo com cada um deles. Não é uma leitura rápida, em alguns momentos cansativa, mas que vale cada minuto dedicado.



E um último Quote pra finalizar, esse eu separei como um Quote para levar pra vida, pois foi uma das passagens que mais me tocou em todo o livro.
"Você não precisa olhar para trás para ver essas crianças, parte de sua mente vai vê-las para sempre, vai viver com elas para sempre, vai amar com elas para sempre. Elas não são necessariamente a melhor parte de você, mas já foram o depósito de tudo aquilo que você poderia se tornar."
Com isso chegamos ao fim de mais uma resenha e me contem nos comentários se vocês já leram esse livro ou alguma das obras do Stephen King? Do mais, espero que tenham gostado da resenha e até o nosso próximo encontro!

Beijos da Lua!!!

10 comentários:

  1. Que resenha perfeita!!! Parabéns... adorei ler It na Lc da Vavah... grupo animado e coeso... até nas gincanas...

    ResponderExcluir
  2. li bastante coisa do autor na adolescencia, vi o filme e deixou um pouco a desejar pra mim, tenho certeza que o livro deve ser mt mais interessante

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca livros de Stephen King, mas já li várias resenhas dos livros. Não tenho coragem pra ler It - a coisa, tenho medo de livros e filmes assim. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa não vejo nem o filme tenho pavor de palhaço e desse filme

    ResponderExcluir
  5. Adoro os livros do King, confesso que evitei IT durante muito tempo por já não ser muito fã da figura do palhaço, mas lendo mais a respeito da história ele entrou na minha lista de futuras leituras.

    ResponderExcluir
  6. vou te confessar: Não gosto de palhaços, de nenhuma maneira, nem Patati Patatá rsrs. Conheço a história, porém mesmo sendo um estilo de leitura que curto, se tem palhaço, caio fora.

    ResponderExcluir
  7. Não sei se um dia ainda vou ler IT... Após ter visto os filmes, sinto que não tenho mais fôlego pra encarar essa leitura. Porém eu adorei ler as suas impressões na resenha! Dos livros que li do King, o meu favorito é O cemitério.

    ResponderExcluir
  8. ótimo sua resenha, eu assisti o filme, mas não gostei muito não rsrsr

    ResponderExcluir
  9. Meu namorado é super fã do King, especialmente da série Torre Negra, e me recomenda bastante as obras dele. Confesso que tenho muita curiosidade de ler It, mas ainda não tive oportunidade. Depois de ler tua resenha, fiquei ainda com mais vontade.
    Parabéns pelo post e pela resenha!

    ResponderExcluir
  10. Stephen King é muito famoso no assunto terror, gostei do filme e da sua resenha, estou aguardando para ver o filme dois

    ResponderExcluir

Libertar a mente e desprender os dedos...Mágica,talvez;escrever é um ato puro e inocente todos somos capazes,basta querer...
Se liberte e comente...
Faça essa blogueira Feliz *-*

Você Vai Gostar de Ler:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...