@lelunalima

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Metas 2020

20:34 9 Comments


Oi Oi Lunatic's! Tudo bem por aqui? Que saudade do meu cantinho, de vocês e de compartilhar as minhas leituras. Ano novo e muita coisa mudou por aqui, inclusive a cara do blog. 2020 promete ser um ano de muitas conquistas, principalmente pro blog, entre elas postagens semanais com frequência, variedade no assunto e muitos textos autorais.



Para começar esse novo ciclo, nada melhor do que estabelecer metas. E as metas literárias da Luna para 2020 são as seguintes:

1. Não comprar livros novos até terminar os encalhados, ou comprar somente se for sequência de série necessária para finalização.

2. Sortear todos os meses um livro da TBR pré determinada. Os livros são:
1. Paraíso Perdido (Filhos do Éden) - Eduardo Spohr
2. O Melhor de Mim - Nicholas Sparks
3. Querido John - Nicholas Sparks
4. Sereia - Tricia Rayburn
5. A Pousada Rose Harbor - Debbie Macomber
6. Um Homem de Sorte - Nicholas Sparks
7. Confiança Inabalabel - Mauricio Zagari
8. Obsessão - Maya Banks
9. Melancia - Marian Keyes
10. O Bazar dos Sonhos Ruins - Stephen King
11. Quincas Borba - Machado de Assis
12. Formigas - William Douglas e Davi Lago

3. Ler 30 livros durante o ano.

4. Organizar um clube de leitura na minha cidade.

Esse ano ainda não estabeleci minhas metas pessoais, aind estou sem meu Bullet Journal e sem ele não funciono direito, mas assim que preparar mostrarei por aqui.
Além disso é meta para o blog, postar mais sobre Bullet Journal e organização por aqui, já que na minha vida corrida de mãe é fundamental ter o minimo de organização.

Agora contem-me nos comentários vocês já organizaram as metas de 2020 de vocês? E as metas literárias como estão por aí?

Beijos da Lua!!

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Resenha: O Iluminado - Stephen King

10:30 0 Comments
Oi Oi Lunatic's, tudo bem por aqui?
   Dois meses depois estamos voltando com a programação normal do blog e sem muita conversa enrolação ou promessas, vamos direto pra resenha desse clássico do terror "O iluminado" de Stephen King.

* INFORMAÇÕES *


Título: O Iluminado
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Literatura: Literatura Estrangeira - Terror
Páginas: 520
Lido Em: Outubro de 2019
Onde Comprar: Amazon
Skoob
Sinopse: “O lugar perfeito para recomeçar”, é o que pensa Jack Torrance ao ser contratado como zelador para o inverno. Hora de deixar para trás o alcoolismo, os acessos de fúria, os repetidos fracassos. Isolado pela neve com a esposa e o filho, tudo o que Jack deseja é um pouco de paz para se dedicar à escrita.Mas, conforme o inverno se aprofunda, o local paradisíaco começa a parecer cada vez mais remoto... e mais sinistro. Forças malignas habitam o Overlook, e tentam se apoderar de Danny Torrance, um garotinho com grandes poderes sobrenaturais.Possuir o menino, no entanto, se mostra mais difícil do que esperado. Então os espíritos resolvem se aproveitar das fraquezas do pai... Um dos livros mais assustadores de todos os tempos, O iluminado é um clássico de Stephen King.


- Trama e Narrativa:
   Toda a narrativa se passa ao redor da família Torrance que é composta por Jack, Wendy e Danny e a nossa história já começa mostrando uma família parcialmente desestabilizada devido ao alcoolismo de Jack e sua incapacidade de controlar a raiva. Expulso da escola em que lecionava devido a um acidente com um dos alunos Jack vê no emprego como zelador do hotel Overlook a oportunidade de fazer sua vida voltar aos trilhos, porém o Overlook não é um simples hotel e Jack jamais imaginava que sua vida estava prestes a virar de ponta a cabeça. Como todos os livros do King que li até hoje, este também tem uma narrativa em 3° pessoa e é comum sabermos o que vai acontecer antes da cena realmente acabar.

- Personagens:
   Neste livro em especial eu não sei definir quem exatamente seria o personagem principal pois o livro conta com pouquíssimos personagens, porém são todos extremamente bem construídos e essenciais para o desenrolar da história. Jack Torrance é um homem que sofre com o problema do alcoolismo e não bastasse isso também tem o temperamento explosivo, apesar de ser um pai e marido amoroso esses dois detalhes que citei anteriormente faz com que ele destrua a família aos poucos; é um personagem bem verossímil, que quase salta do livro e fácil de ser identificado na sociedade, desperta no leitor em alguns momentos o sentimento de "pena" (não gosto dessa palavra, mas não achei outra para caracterizar) e em outros momentos raiva.
   Wendy Torrance é uma mãe superprotetora e amarosa, que sofre ao vê o rumo que sua família teve e procura de todos os meios evitar o divorcio para que Danny não sofra com a separação dos pais. No inicio do livro o meu sentimento em relação a ela foi bem de indiferença, mas no final ela cresceu consideravelmente e, como a maioria das mães faria, tirou forças de onde não tinha para proteger o filho.
   Danny Torrance é uma criança encantadora, por causa do dom que possui maduro demais pra sua idade e muitas vezes acaba sabendo de coisas que não deveria saber. É quem realmente nos apaixona no livro. Sr. Hallorann é meu personagem preferido, apesar de fazer apenas algumas aparições, chef de cozinha do Overlook é quem explica para Danny o que eles são, quem ajuda Danny a se preparar para o que pode acontecer na temporada de inverno dentro do hotel e quem fica a disposição caso ele precise de alguma ajuda externa.
   E por último, mas não menos importante, o Overlook. Sim, o hotel é um personagem e o verdadeiro vilão da história. King constrói a imagem do hotel através da personificação e o mesmo é capaz de agir, pensar e influenciar aqueles que estão no seu interior, além desse detalhe tem que se levar em conta que no overlook teve muitas mortes então todo tipo de sentimento negativo e até mesmo seus fantasmas estão ali dando vida e força para o hotel. Com a chegada de Danny um menino com um poder incrível, o Overlook vê sua chance de ir bem além de um simples hotel assombrado.

- Finalizando:
   Confesso que de todos os livros que li do King até hoje este é o que eu menos gosto. Por ser considerado um clássico do terror comecei a leitura com muita expectativa e acabei me decepcionando, pois o desenvolvimento é lento e arrastado. Mais uma vez volto a dizer que o terror do livro não está no fantástico que foi exposto, os fantasmas ou qualquer outra coisa, mas sim na veracidade dos fatos que colocam o Jack e sua família na situação em que se encontram, afinal um isolamento social pode ser um problema para qualquer pessoa, some isso ao fato de o isolado está com uma abstinência alcoólica é esperado que qualquer coisa possa acontecer, inclusive a loucura.
   A escrita é extremamente bem desenvolvida e detalhada, uma característica dos escritos do King, para muitos é considerado uma obra-prima do terror, exatamente pelo detalhe de que o real problema não são os fantasmas e sim o ambiente que manipula e faz o possível para conseguir o que quer e é sem duvidas um terror psicológico que pode render noites de insonia para algumas pessoas (não foi o meu caso).
   É uma boa história para quem gosta do gênero e para quem não gosta também, a minha experiencia negativa aconteceu tão somente por causa das minhas expectativas e não porque o livro seja ruim. Muito mais do que somente um livro com historias de fantasmas, "O iluminado" fala sobre como muitas vezes a humanidade pode ser frágil e como nossos "fantasmas" podem ser bem mais assustadores do que os que vemos nos contos de terror!

   Por hoje é só, espero que tenham gostado, desde já aviso que ainda não assisti ao filme e não sei se irei assistir, mas quem já assistiu deixem nos comentários as suas impressões e quanto ao livro quem tiver lido compartilha comigo também o que achou. Para aqueles que ainda não leram espero que a resenha tenha servido de incentivo.

Beijos da Lua!!

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Resenha: It - A Coisa | Stephen King

13:12 10 Comments
Oi Oi Lunatic's! Tudo bem por aqui? Que saudade de vocês, mais um mês começando e agora entramos no trimestre final do ano de 2019, e para começarmos bem nada melhor do que uma boa resenha, certo? Para o mês do Halloween vamos ter uma programação super especial, onde irei trazer resenhas de livros de terror e fantasia e indicações de séries e filmes com a temática, além de resenhas de filmes também. Sem mais conversa, vamos de resenha, e obvio que ninguém mais apropriado para começar esse mês maravilhoso do que It - A Coisa de Stephen King.

* INFORMAÇÕES *


Título: It - A Coisa
Autor: Stephen King
Editora: Suma
Literatura: Terror | Literatura Estrangeira
Páginas: 1.103
Lido Em: Setembro de 2019.
Onde Comprar: Amazon
Skoob
Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.


- Trama e Narrativa:
Toda a história se desenvolve tendo a cidadezinha fictícia de Derry, como o centro de tudo e onde tudo acontece. A cada 27 anos aumenta consideravelmente o número de mortes e desaparecimentos nesta pacata cidade e em 1957 começa um novo ciclo com a morte do irmão mais novo (George) de um dos nossos personagens principais. Para o irmão de George a morte do menino não foi um acidente, alguma coisa provocou, e na busca de respostas juntamente com um grupo de amigos descobrem que a cidade tem mais coisas inexplicáveis do que eles poderiam supor.
A escrita do Stephen King neste livro se mostra muito mais detalhada do que de todos os outros livros que li até hoje, narrado em terceira pessoa, mistura o passado (1958) com o presente (1985) de forma não linear e só temos acesso ao passado a medida que os personagens principais vão lembrando do que viveram no ano de 58. 

- Personagens:
It - A Coisa gira em torno de um grupo de sete amigos (Ben, Beverly, Mike, Bill, Richie, Eddie e Stan) que se autointitularam de Losers ou O grupo dos otários, pois compartilham de algum fator que contribui para a sua descriminação no meio social: Bill é gago, Mike é negro, Stan é judeu, Beverly além de ser mulher tem um pai violento, Eddie tem uma mãe hipocondríaca e super protetora, Ben é gordo e Richie usa óculos e não pensa nas coisas que fala, e além desse detalhe da exclusão social suas experiencias pessoais e individuais com a coisa foi a cereja do bolo para uni-los.
A medida que os otários vão desvendando os mistérios de Derry, conhecemos ainda mais A Coisa, ou como a mesma se intitula Palhaço Pennywise, e ficamos sabendo o que ela é, como surgiu e qual a sua verdadeira ligação e influência em Derry.
Além do grupo e de Pennywise, somos apresentados também a um grupo de valentões, que aparentemente a unica função que tinham em toda a sua vida em Derry era importunar os sete amigos, deixando claro as ações de bullying e perseguição, com os meninos em especial.
"Talvez no final, quando as máscaras de horror fossem deixadas de lado, não houvesse nada com que a mente humana não pudesse lidar."
- Design:
Apesar de ter lido o livro em ebook, acho importante citar que ele é dividido em Partes e cada parte contém uma quantidade diferentes de capítulos, que por sua vez, são subdivididos em mini capítulos ou tópicos.

- Finalizando:
Antes de qualquer outra opinião preciso dizer que It - A Coisa é bem além de um livro de terror, mas um livro sobre amizade.
"Eles não eram amigos ruins. Talvez, pensou ele, não existam coisas como amigos bons e ruins. Talvez existam só amigos, pessoas que ficam ao seu lado quando você se machuca e que ajudam você a não se sentir muito sozinho."
É um calhamaço que cumpre bem a sua função de prender o leitor da primeira até a última página, pois é agradável acompanhar o surgimento e o fortalecimento da amizade entre os personagens. Mas apesar da amizade ser o foco, King cumpre bem o papel do Terror psicológico ao tornar as coisas menos improváveis como o sinal do horror que está prestes a acontecer, pois usa de recursos visuais e sensoriais ao apresentar o simbolo do Pennywise, um balão, e o cheiro característico que surge, sempre antecipando a sua aparição.
O inicio da leitura foi bem confusa, são muitos personagens apresentados antes de chegarmos de fato a história principal, mas depois dessa primeira impressão em que entendemos o que realmente o escritor deseja com aquilo, a leitura flui. Apesar da história ser extremamente interessante teve momentos em que a descrição minimalista do King me incomodou muito, é uma descrição necessária para criar a profundidade do personagem e o vinculo dele com o leitor, mas tem momentos que esse recurso torna a leitura arrastada.
Outras duas coisas que me incomodaram nessas 1100 páginas foi:
1. A forma como Beverly é tratada pelo pai na infância, e como esse tratamento abusivo e doentio persiste ainda na vida adulta através do marido dela que, assim como o pai, era um homem opressivo, controlador e que a tratava como um objeto no qual ele tem posse.
2. Uma das cenas finais do livro em que o grupo de amigos, ainda na infância, precisa fazer sexo. Não consegui engolir a justificativa do King de que o ato seria, naquele momento, a unica forma de criar um vinculo entre eles.
Tirando esses detalhes, o livro ainda é sem dúvidas, uma obra incrível, onde podemos entender o quanto Stephen King é mestre no que faz e mesmo com os pontos negativos é merecedor de cinco estrelas, não somente por ser excelência dentro do gênero proposto, mas muito mais pelas sensações que me causou, pois é impossível começar a leitura desse livro e não torcer pelos otários e nem criar vinculo com cada um deles. Não é uma leitura rápida, em alguns momentos cansativa, mas que vale cada minuto dedicado.



E um último Quote pra finalizar, esse eu separei como um Quote para levar pra vida, pois foi uma das passagens que mais me tocou em todo o livro.
"Você não precisa olhar para trás para ver essas crianças, parte de sua mente vai vê-las para sempre, vai viver com elas para sempre, vai amar com elas para sempre. Elas não são necessariamente a melhor parte de você, mas já foram o depósito de tudo aquilo que você poderia se tornar."
Com isso chegamos ao fim de mais uma resenha e me contem nos comentários se vocês já leram esse livro ou alguma das obras do Stephen King? Do mais, espero que tenham gostado da resenha e até o nosso próximo encontro!

Beijos da Lua!!!

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Resenha: O Alquimista - Paulo Coelho

21:22 15 Comments
Oi Oi Lunatic's!! Tudo bem por aqui? Finalmente saiu uma resenha quentinha do forno, essa é uma das últimas leituras que eu fiz e tornou-se uma das melhores do ano, quem sabe da vida!! Sabe quando você encontra aquele livro que dialoga com o seu momento de vida e que tem nas páginas um conteúdo que parece atemporal? Foi exatamente assim que eu me senti em relação ao livro O Alquimista, vem conferir a resenha!!

* INFORMAÇÕES *

Título: O Alquimista
Autor: Paulo Coelho
Editora: Várias Editoras
Literatura: Nacional | Ficção | Autoajuda
Páginas: 176 páginas
Lido Em: Agosto de 2019
Onde Comprar: Amazon
Sinopse:
O jovem pastor Santiago tem um sonho que se repete. O sonho fala de um tesouro oculto, guardado perto das Pirâmides do Egito. Decidido a seguir seu sonho, o rapaz se depara com os grandes mistérios que acompanham a raça humana desde a sua criação; o Amor, os sinais de Deus, o sonho que cada um de nós precisa seguir na vida.
A peregrinação de Santiago, narrada pelo escritor Paulo Coelho em O alquimista transformou-se num dos maiores fenômenos literários. Caminhando em uma caravana pelo deserto do Saara, ele entra em contato com pessoas e presságios que lhe indicam o caminho a seguir. Entre eles, um misterioso personagem - um Alquimista. 
É quem irá ensiná-lo a penetrar na Alma do Mundo, e a receber todas as pistas necessárias para chegar até o tesouro.
Skoob



- Trama e Narrativa:
  Como a sinopse do livro cita, toda a história se desenvolve graças a um sonho repetitivo que Santiago tinha, com muita curiosidade o mesmo procura uma cigana para fazer a interpretação de seu sonho, que o incentiva a ir em busca de um tesouro. Narrado em terceira pessoa, O Alquimista traz uma mistura de conto com lenda, é um livro curto, de leitura fácil e com um conteúdo que prende o leitor desde a primeira página. Não é dividido em capítulos e nem em partes, mas é possível notar quando um novo momento na história começa.
  Embarcamos em uma viagem incrível, por cenários encantadores com um pastor que vendeu tudo para ir em busca do seu sonho.

- Personagens:
  O livro não é composto por muitos personagens, são poucos, porém todos importantes para a narrativa. Santiago é o personagem principal, um rapaz que deixou o seminário para ser pastor e viver uma vida "livre" e de viagens. Melquisedeque, um rei um tanto quanto peculiar que estimula Santiago a acreditar na cigana e a ir em busca da sua "Lenda Pessoal". O Alquimista, que é um dos personagens mais interessantes da história, cheio de sabedoria e que ajuda Santiago a chegar até o seu tesouro.

- Finalizando:
  Paulo Coelho é um dos escritores nacionais mais conhecidos no mundo, nem sempre aclamado pela critica literária, mas sempre tem seus livros entre os mais vendidos. O Alquimista é considerado por muitos um livro de autoajuda, escrito 1988, tem em suas páginas muitas falas de sabedoria e perfeiçoamento pessoal. Devo ressaltar que, o mais incrível, é que mesmo se enquadrando no gênero de autoajuda o livro não traz frases de efeito feitas e enjoativas, pelo contrário é totalmente inovador, mesmo sendo tão antigo.

" Sentiu de repente que podia olhar o mundo como uma pobre vitima de um ladrão ou como um aventureiro em busca de um tesouro"
- Pág. 54

  Uma leitura leve, cheia de conselhos interessantes e práticas bem comuns ao "mago" Paulo Coelho. Senti nesse livro uma pequena semelhança com uma outra obra do autor (que é minha paixão) "O diário de um mago", talvez por ambas terem esse misto de magia e autoconhecimento. O Alquimista conta com menos de 200 páginas, mas são páginas em que você se deleita com a narração, espera que o protagonista saia vitorioso e ao mesmo tempo se questiona sobre seus atos e sua própria vida, afinal durante grande parte da leitura me questionei se de fato estou correndo atrás da minha "Lenda Pessoal".



  Um livro que não tem faixa etária e que pode agradar a pessoas que gostam de qualquer gênero literário, pode também ser uma ótima pedida para quem deseja sair de uma ressaca literária ou para quem deseja uma leitura rápida de final de semana. Sem dúvidas, entrou para a lista de meus preferidos da vida, é o segundo livro do Paulo Coelho que leio e que me faz tão bem e que toca tanto o meu coração. Espero ler outras obras do autor, quem sabe ter a coleção completa, um dia.

  Vocês já leram alguma coisa do Paulo Coelho? Conhecem ou leram esse livro em questão? Se sim, o que acharam da obra? Espero que tenham gostado da resenha de hoje, e podem se preparar que haverá muitas outras ainda este mês.

Beijos da Lua!!

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Ela é Do Leão!

23:32 19 Comments
Foto de arquivo pessoal, direitos de imagem.

Ela é de Leão! Sim, Ela é tudo aquilo que o signo diz: carismática, criativa e egocêntrica. Mas, poucos sabem que por baixo de todo o gelo existe um coração sentimental. Ela é de Leão, não necessariamente por causa do signo, mas porque vai atrás do que quer, batalha por seus sonhos e não deixa ninguém dizer que Ela não é capaz.

Ela é de Leão! Autoconfiante sim, mas poucos sabem que até chegar nesse patamar de menina que parece que não se importa com um coração partido, ela chorou sozinha no escuro do quarto algumas vezes porque confiou demais, se entregou demais e com intensidade, porque ela é INTENSA!

Ela é de Leão! Regida pelo Sol, porém cheia de luz própria. Brilha de dentro para fora com seu coração gigante que nem sequer condiz com seu corpo pequenino. Sim, às vezes ela esquece que é só regida pelo Sol e que não é o centro do universo, mas nem mesmo isso faz dela menos generosa ou leal.

Ela é Lealdade, zela por seus amigos, sua família vem acima do mundo e seus pais acima de tudo. Ela é de Leão e tem a cabeça nas nuvens, porém os pés bem fincados na terra, pois entende como ninguém que não adianta sonhar se não trilhar o caminho para realizar seus sonhos.

Ela é de Leão! Sua independência assusta, com sentimentos sempre sinceros e palavras sem rodeios que nem sempre são fáceis de ouvir. Portanto seja sincero também, Ela não suporta falsidade, nem amores meia boca, sabe que é completa demais, cheia demais para quem não sabe bem o que quer. É óbvio que nem sempre foi assim, teve que haver alguns babacas no meio do caminho para que ela pudesse se ver completa e em plenitude consigo mesma, mas hoje sabe que sua completude é sua própria alma.

Ela é de Leão! Entenda que ela não procura uma pessoa qualquer, não! Isso é pouco! Ela procura alguém que seja excêntrico nos gostos musicais exatamente como ela é, dedicado em suas conquistas e capaz de estar ao seu lado quando ela precisar, alguém que já seja completo e que procura transbordar, assim como ela. 

Mas entenda meu caro leitor, antes de ser de leão, ela é Do Leão! Ela sabe que tudo é escrito por uma única Mão, e agradece todos os dias por sua chance de viver. Ela é Do Leão e sabe que Ele prepara sempre o melhor pra ela. Ela é Do Leão, que luta todos os dias por ela como ninguém será capaz de lutar. Sim, Ela é a menina dos olhos de Deus. Ela é crente e por isso é radiante, pois sabe que sua vida é Do Leão!!






quarta-feira, 24 de julho de 2019

Resenha: Dias de Sangue e Estrelas - Laini Taylor

10:24 25 Comments
Oi Oi Lunatic's! Tudo bem por aqui? Voltei das férias e já chego trazendo resenha pra vocês, dessa vez resolvi trazer a resenha do livro "Dias de Sangue e Estrelas" continuação da trilogia "Feita de Fumaça e Osso". Já temos a resenha do primeiro livro aqui no blog (aqui).

1. Feita de Fumaça e Osso
2. Dias de Sangue e Estrelas
3. Sonho com Deuses e Monstros

Sem muita conversa, vamos ao que nos interessa!!

* INFORMAÇÕES *

Título: Dias de Sangue e Estrelas
Autor: Laini Taylor
Editora: Intrinseca
Literatura: Fantasia | Lit. Estrangeira
Páginas: 448
Lido Em: Julho de 2019
Onde Comprar: Não é mais produzido
Skoob
Sinopse: Karou, uma estudante de artes plásticas e aprendiz de um monstro, por fim encontrou as respostas que sempre buscou. Agora ela sabe quem é - e o que é. Mas, com isso, também descobriu algo que, se fosse possível, ela faria de tudo para mudar: tempos atrás Karou se apaixonou pelo inimigo, que a traiu, e por sua culpa o mundo inteiro foi punido. Na deslumbrante sequência de Feita de fumaça e osso, ela terá que decidir até onde está disposta a ir para vingar seu povo. Dias de sangue e estrelas mostra Karou e Akiva em lados opostos de uma guerra ancestral. Enquanto os quimeras, com a ajuda da garota de cabelo azul, criam um exército de monstros em uma terra distante e desértica, Akiva trava outro tipo de batalha: uma batalha por redenção... por esperança. Mas restará alguma esperança no mundo destruído pelos dois? 



- Trama e Narrativa:
  Karou finalmente recuperou todas as suas memórias e agora ela não só sabe quem ela é, como o que ela foi e o que fez no passado, devido as suas novas memórias ela se vê motivada a tomar partido na guerra entre serafins e quimera, guerra essa que ela se sente responsável, perdida e sem saber o que é certo e o que é errado ela usará seus conhecimentos para ajudar seu povo e vingar a sua família.   Enquanto isso Akiva tenta compensar seus erros do passado, juntando-se novamente a guerra acreditando que seu amor novamente foi arrancado de seus braços.
  A narrativa segue o mesmo ritmo do primeiro livro, com narrador observador e alternando a narração entre o ponto de vista dos dois personagens principais, porém também acompanhamos a narrativa do ponto de vista de outros personagens em outros pontos da história, o que enriquece a leitura e aumenta o numero de informações que o leitor adquire.

- Personagens:
  Os personagens principais continuam sendo o serafim Akiva e a quimera Karou, mas aparecem novos personagens essenciais para o futuro da história. É o caso do Kimera Ziri, da mesma raça de quimeras que Karou e é um dos poucos que confia e acredita nela, por esse motivo surge uma amizade entre eles. O serafim Jael, manipulador, calculista e um dos personagens que mais odiei durante toda a leitura. E devo ressaltar que os dois irmãos serafins de Akiva tem muito mais participação nesse livro, gostei de conhece-los um pouco mais, de analisar a personalidade de Hazael e Liraz e de me encantar com os dois. Zuzana e Mik também participam desse segundo livro, sou encantada com este casal, e mais uma vez Zuzana se mostrou uma amiga leal e teimosa.

- Finalizando:
  Na resenha de "Feita de Fumaça e Osso" deixei claro que era um dos meus livros de fantasia favoritos da vida, nessa continuação da Trilogia a Laini continua demonstrando excelência na escrita que segue sendo poética e descritiva na medida certa. Enquanto no primeiro livro temos foco no inicio do romance entre Serafim e Quimera, neste temos foco na guerra entre os dois povos, que leva cada um para um lado e ambos são forçados a escolher uma luta para acalmar seus fantasmas do passado.
  "Dias de Sangue e Estrelas" funciona literalmente como um elo entre o primeiro e o terceiro livro da trilogia, nos explicando de onde surgiu a guerra que acontece em Eretz, explicando o que é Eretz e como funcionam as suas leis; achei muito interessante conhecer um pouco mais do mundo criado pela autora, de ver como os Serafins se relacionam com seus semelhantes e os Quimeras também.
  O livro começa com a narrativa um pouco parada, porém não demora pegar ritmo e mais uma vez a escrita da Taylor fisga o leitor, nos fazendo devorar o livro em questão de horas/dias. Por ser ambientado em meio a guerra tem muitas cenas de ação e lutas, o que deixa o livro ainda mais empolgante, mas não espere romance, aqui temos a guerra de uma forma um pouco mais real, crua, com suas dores, escolhas e melancolias expressas em cada página.

  O único ponto neste segundo livro que não me agradou foi a própria personagem Karou, que tanto elogiei no primeiro livro, logo no inicio do livro me peguei detestando as atitudes dela que não lembravam em nada a Karou do primeiro livro que me conquistou e a antipatia durou até perceber que ela realmente já não é mais a mesma pessoa, teve muitas perdas, muitos traumas e acredita ter perdido a unica família que tinha. "Dias de Sangue e Estrelas" mostrou-se uma continuação a altura do que era esperado, não decepciona, pelo contrário surpreende com suas reviravoltas e recomeços; não supera "Feita de Fumaça e Osso", porém é importante ter em mente que são dois momentos distintos da mesma história. A escrita da Laini Taylor continua sendo maravilhosa e encantadora.



É uma dessas continuações que vale a pena o tempo investido, que nos surpreende em cada página e que ao terminar nos faz desejar começar imediatamente o último livro da trilogia "Sonhos com Deuses e Monstros", que pretendo trazer a resenha o mais breve possível para vocês!!

Espero que tenham gostado da postagem, estou amando poder finalmente dá continuação a leitura desta trilogia e estar compartilhando com vocês minhas opiniões. Já leram esse livro?
Beijos da Lua!

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Resenha: Feita de Fumaça e Osso - Laini Taylor

12:27 30 Comments
Oi, Oi Lunatic's! Tudo bem por aqui? Vamos de resenha de uma das minhas leituras mais atuais, e não somente leitura, mas releitura de um dos meus livros preferidos! A leitura do livro "Feita de Fumaça e Osso" escrito por Laini Taylor, foi feita através de uma leitura coletiva organizada pela Nati do instagram literário @LivrosdaNati. Vamos conferir!

* INFORMAÇÕES *

Título: Feita de Fumaça e Osso
Autora: Laini Taylor
Editora: Intrínseca
Literatura: Fantasia | Estrangeira
Páginas: 388
Lido Em: Junho de 2019
Onde Comprar: Não é mais produzido!!
Sinopse: "Um romance de tirar o fôlego, sobre destino, esperança e a busca de si mesmo" The New York Times.Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu. Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo. O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito.


- Trama e Narrativa:
Karou é uma jovem de pouco mais de 17 anos que vive em Praga, estudante de uma escola de arte e que tem um ex-namorado que a persegue depois de um final não muito legal da relação deles, mas o comum acaba aí. Karou tem muitos segredos que esconde da sua melhor amiga Zuzana e de qualquer pessoa, apesar de ser humana seu cabelo cresce naturalmente azul, tem tatuagens por todo o corpo e não se lembra das primeiras tatuagens feitas que consiste em olhos na palma das mãos, e foi criada por Quimeras - seres mitológicos mestiços - e tem missões que não entende que consiste em recolher dentes ao redor do mundo, porém tudo muda ao encontrar um ser misterioso e estranho em uma de suas missões!
Essa é basicamente a trama que envolve a nossa personagem principal, o livro é narrado em terceira pessoa - narrador observador - e mescla momentos vividos por Karou e Akiva (um serafim) e aos poucos vamos entendendo a história de Karou e juntamente com a mesma vamos descobrindo mais sobre sua vida.

- Personagens:
O livro conta com uma quantidade significativa de personagens mas eu irei destacar aqueles que são os mais importantes para este primeiro livro. Temos a personagem principal Karou, que é uma personagem feminina forte e apesar de saber pouquíssimo sobre a sua vida tem uma personalidade incrível. Zuzana a melhor amiga de Karou também tem um papel feminino bem representativo. Gosto das personagens mulheres desse livro pois são todas decididas e fortes! Karou foi criada pelos Quimeras Brimstone - o mais próximo de um pai que ela tem - Issa, Twiga e Kishmish - que é o mensageiro de Brimstone. Akiva um serafim extremamente misterioso, mas muito importante para a narrativa!
Os nomes dos personagens são diferentes, assim como sua pronuncia, pois o mesmo é ambientado na Republica Tcheca.

- Design:
O livro tem um design belíssimo. A capa é extremamente chamativa, as páginas são naturalmente amareladas o que facilita a leitura pois cansa menos a visão, a letra tem uma fonte com tamanho bom para a leitura, os capítulos são numerados e nomeados. E eu arriscaria dizer que o livro é dividido em partes, apesar de não haver essa diferenciação no livro, vocês entenderam melhor com as fotos!



- Finalizando:
O livro tem sua narrativa baseada na divisão entre o Bem e o Mal, aqui representado por serafins e quimeras, porém temos uma diferença significativa, os serafins apesar de sua beleza esplendida são hostis e frios, enquanto as quimeras são amáveis e gentis apesar da aparência hedionda - sim, aqui já temos o primeiro tapa na cara da sociedade, a beleza não representa o que você é - O livro tem uma narrativa e trama extremamente original e a escrita da Laini Taylor é fluida e prende a atenção do leitor, até mesmo nos momentos mais lentos.
Por conta da narrativa ser em terceira pessoa temos vários pontos de vista da história e esse detalhe torna a leitura rica e envolvente. Os diálogos construídos no livro são em alguns momentos profundos, mas também temos momentos descontraídos e engraçados. Laini Taylor vai aos poucos nos dando pistas do que pode ser a personagem principal, de como sua historia se constrói, mas espere novidades e reviravoltas a cada novo paragrafo e a cada nova linha. O final traz um plot twist - perdoem-me pela palavra - fodástico e surpreendente e nos prende tanto ao universo por ela construído que ao terminarmos o primeiro livro tudo o que queremos é ler o segundo e saber no que vai dá todas as descobertas feitas por nossa protagonista.



Sem dúvidas um dos meus livros de fantasia preferidos, a escrita envolvente e poética me deixou encantada e fiquei imensamente triste ao descobrir que a editora intrínseca deixou de produzir a trilogia e eu fiquei com minha série incompleta na estante - mas tenho os outros dois em ebooks e logo terá resenha, pois já estou lendo. É uma leitura maravilhosa e que vale muito o tempo envolvido.

Por hoje é só Lunatic's! Vocês conheciam a autora e esse livro? Conhecem alguma outra obra da Laini? Confesso que sou apaixonada pela escrita da autora, tem um novo livro dela sendo publicado no Brasil (graças a Deus não é pela intrínseca - a editora é ótima mais deixa muito a desejar no quesito séries) e não vejo a hora de ter o meu livro "Um estranho sonhador".